in ,

Bilionário oferece R$ 132 milhões para que um homem se case com sua filha lésbica

O que o desespero de um pai não faz. Cecil Chao, de 76 anos, um dos bilionários mais conhecidos de Hong Kong, quer que um homem seduza sua filha lésbica e a convença a se casar. Para tanto, está disposto a desembolsar R$ 132 milhões para “recompensar” o candidato.

Boatos dão conta de que sua filha, Gigi Chao, teria formalizado sua união através de uma parceria civil com sua namorada de 7 anos na França. Mas, o pai afirma que Gigi ainda é solteira e que só precisa de “um bom marido”.

“É um incentivo para atrair alguém que tenha talento, mas não o capital para iniciar seu próprio negócio. Não me importa que ele seja rico ou pobre. O importante é que ele seja generoso e de bom coração.Gigi é uma mulher boa, com talento e beleza. Ela é dedicada aos pais, é generosa e faz trabalho voluntário", disse o magnata.

Cecil revelou que já recebeu várias propostas de pretendentes para a filha, mas que não vai obrigá-la a se casar com ninguém. Segundo consta, Gigi achou a ideia do pai “divertida” e afirmou que não vai pensar no assunto até um candidato “apto” se apresentar.

A homossexualidade deixou de ser crime em Hong Kong somente em 1991, e as uniões de parceiros do mesmo sexo não são reconhecidas.


Como seria o homem perfeito para você?
Todo mundo tem um tipo de homem perfeito, algumas pessoas têm algo muito bem definido e específico e outras pessoas menos.

Achar o cara perfeito – ou quase perfeito – nem sempre é uma tarefa fácil quando estamos buscando no lugar errado. E isso deve estar acontecendo com você!

O cara perfeito incluí também o que ele deseja. Se apenas uma noite, um lance rápido, um namoro e até um casamento.

Talvez esteja difícil para você encontrar essa pessoa porque ainda não procurou no Disponivel.com. Com mais de 548.284 homens cadastrados tenho certeza absoluta que o “seu número” está lá te esperando. Clique aqui e comece agora mesmo.

What do you think?

Casório: 370 casais homossexuais converteram a união estável em casamento no Brasil

E aí Dilma? Presidente da França defende gays na ONU