in ,

Espetáculo musical focaliza o mundo dos michês paulistanos

Estreia em agosto em São Paulo o espetáculo teatral "Garotos Noturno". Trata-se de uma peça dramática mas com músicas inseridas, criando assim uma espécie de musical alternativo – na mesma linha do clássico "Blue Jeans", realizado no início dos anos 90 e dirigido por Wolf Maya.

Outro parentesco com "Blue Jeans": o tema. Em ambos os espetáculos, o foco vai para o universo dos michês, os chamados "garotos de programa". Com texto de Gladston Ramos e direção de Sebah Vieira, "Garotos Noturno" busca retratar esse mundo underground.

Para criar a montagem, a equipe fez uma vasta pesquisa sobre a vida dos michês, buscando desmistificar a profissão. Um dos objetivos da peça é revelar a solidão e as angústias desses rapazes, incluindo os problemas com drogas.

No elenco, um time de oito atores – todos bastante apetecíveis, aliás – vai interpretar tais dramas, e as fotos de divulgação foram realizadas na clássica sauna gay paulistana Labirinttu’s 2, na rua Frei Caneca.

Gladston Ramos é também autor do texto "Rosas Brancas para Salomé", premiado e estrelado pela drag Salete Campari.

Serviço:
Garotos Noturno
De 4 de agosto a 27 de outubro
Quintas-feiras – 21h
Teatro do Ator – Pça Roosevelt, 172 – Centro – SP
R$ 20


Como seria o homem perfeito para você?
Todo mundo tem um tipo de homem perfeito, algumas pessoas têm algo muito bem definido e específico e outras pessoas menos.

Achar o cara perfeito – ou quase perfeito – nem sempre é uma tarefa fácil quando estamos buscando no lugar errado. E isso deve estar acontecendo com você!

O cara perfeito incluí também o que ele deseja. Se apenas uma noite, um lance rápido, um namoro e até um casamento.

Talvez esteja difícil para você encontrar essa pessoa porque ainda não procurou no Disponivel.com. Com mais de 548.284 homens cadastrados tenho certeza absoluta que o “seu número” está lá te esperando. Clique aqui e comece agora mesmo.

What do you think?

Assista ao vídeo do projeto #EuSouGay

“É inspirador”, diz Brad Pitt sobre a aprovação do casamento gay em Nova York