in

José Salazar, cineasta venezuelano, está buscando pessoas para seu próximo projeto

O cineasta José Salazar está em busca de pessoas para contar sobre experiências inusitadas que aconteceram durante encontros em aplicativos. As entrevistas farão parte do seu próximo projeto chamado “G.. de Amor”.

Sobre o projeto

G.. de Amor nasceu da minha vontade de expor minha identidade de homem cis venezuelano-afrancesado-colonizado, socialmente definido e reconhecido como homossexual. Quis aproveitar minha presença em São Paulo para aprofundar minha pesquisa/realização sobre a expressão da sexualidade da comunidade LGBTQ+.

A ideia é entrevistar pessoas de qualquer idade e perfil sobre as experiências mais absurdas, inesquecíveis e extraordinárias durante um encontro por aplicativos. Para as pessoas entrevistadas mais extrovertidas e atrevidas, eu vou pedir para me questionar sobre a minha presença e meu interesse pela comunidade brasileira: Quem sou eu e porque estou fazendo essas perguntas? Qual é o meu olhar? Observo elas desde o interior da comunidade ou desde a minha posição confortável de homossexual estrangeiro, colonizado e socialmente discreto?

Local das entrevistas

A partir do dia 12 de novembro no Esponja, coletivo de artistas localizado na Avenida Vieira de Carvalho, em São Paulo.

Mais informações no e-mail: jsalazar.films@gmail.com

Biografia e curtas

Nascido na Venezuela, começo a minha carreira como artista autodidata na França. Após algumas experiências como ator de teatro em Paris, inicio minha prática de cinema experimental e trabalho sobre vários projetos que me dão uma primeira abordagem da realização.

Em 2013, co-dirijo Passage, curta que foi exibido em vários festivais da Europa. Durante o meu mestrado em Roteiro, Direção e Produção na Escola de Artes da Sorbonne, realizo um curta inspirado por Lalla, mulher nascida homem. Lalla será exibido no Festival Mix Brasil em novembro.

Atualmente trabalho na pós-produção de um curta experimental que co-dirigi, na escrita de roteiros de ficção e na pesquisa documentária.

“Lalla, mulher nascida homem”

Lalla, mulher nascida menino, acaba de voltar da Tailândia, onde fez sua mais recente cirurgia. Fascinado pela sua tia, seu sobrinho adolescente resolve visitá-la para se aproximar dela. Lalla reside entre a ficção e a realidade, numa tentativa de exorcizar a ideia da transexualidade como um tabu.

Data e local

14 de novembro – 19:30 – CCSP Sala Lima Barreto

16 de novembro – 15 – Museu da Imagem e do Som


Como seria o homem perfeito para você?
Todo mundo tem um tipo de homem perfeito, algumas pessoas têm algo muito bem definido e específico e outras pessoas menos.

Achar o cara perfeito – ou quase perfeito – nem sempre é uma tarefa fácil quando estamos buscando no lugar errado. E isso deve estar acontecendo com você!

O cara perfeito incluí também o que ele deseja. Se apenas uma noite, um lance rápido, um namoro e até um casamento.

Talvez esteja difícil para você encontrar essa pessoa porque ainda não procurou no Disponivel.com. Com mais de 548.284 homens cadastrados tenho certeza absoluta que o “seu número” está lá te esperando. Clique aqui e comece agora mesmo.

1º caso de transmissão de dengue por sexo gay é confirmado na Espanha

Léo Rosa posta foto completamente pelado no Instagram